A jovem professora tinha saído de sua residência, localizada no Loteamento Bernardes, Bairro Umari, com destino ao IMH, onde estava previsto para dá aula a partir das 16h40.

Próximo ao SAMU, já no Bairro Ipueiras, a jovem foi colhida violentamente por outro motoqueiro que vinha no sentido contrário. Ao cair, Gabriela Cavalcante teve sua cabeça esmagada por um caminhão que passava no momento do acidente.

O condutor da outra motocicleta foi encaminhado para o Hospital Regional Justino Luz apenas com escoriações pelo corpo. O caminhão envolvido seguiu viagem. Gabriela Cavalcante lecionava há cinco anos no IMH e era recém-casada com o jovem Adriano, também funcionário do IMH.

Fonte: Meio Norte