Políticos e empresários do Maranhão caem em golpe pelo WhatsApp

Políticos e empresários do Maranhão voltaram a ser vítimas, nas últimas semanas, de um golpe já “famoso” aplicado por criminosos via WhatsApp.
Os bandidos clonam o celular de um alvo qualquer e, de posse dos dados de contatos, acessam o aplicativo. Eles, então, enviam mensagens a amigos da vítima, pedindo o pagamento de algum débito por meio de transferência bancária.

E apontam como destino da transação uma conta bancária normalmente também invadida.

O golpe é sempre aplicado após o encerramento do expediente, de forma que fica mais verossímil a história de que o “amigo em apuros” está com dinheiro em mãos, ou estourou seu limite diário de transferências.

As duas mais recentes vítimas do golpe foram o ex-deputado Gastão Vieira (Pros) e o diretor da Cemar José Jorge Leite Soares.

Nesse caso, os hackers invadiram o celular do ex-parlamentrar, e pediram dinheiro ao executivo.

O deputado federal Cléber Verde (PRB) também já caiu nessa, assim como o ex-secretário de Indústria e Comércio Maurício Macedo e a chefe do Cerimonial da Prefeitura de São Luís, Cybele Lauande.

Mais esperto, o deputado Rogério Cafeteira (PSB) chegou a ser acionado da mesma forma, mas tentou confirmar com o “amigo” e acabou descobrindo que se tratava de um golpe.

Assim, só há uma coisa a se fazer para se proteger: se um amigo, ou mesmo um parente, lhe pedir dinheiro pelo WhatsApp, encontre uma forma de acioná-lo fora do aplicativo de mensagens para confirmar se o pedido é real.

Fonte: Gilberto Léda

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: