Violência contra mulheres: sete são mortas em uma semana no Maranhão

17/11/2016 2:36 PM0 comentários

Atos de violência contra as mulheres no Maranhão chegam a níveis absurdos. Em apenas sete dias, de 8 a 15 deste mês, sete mulheres foram mortas de forma violenta praticada por homens. Algumas tombaram por balas, outras esfaqueadas, uma decapitada e a Mariana Costa que foi asfixiada aqui em São Luís.

violencia-contra-mulher-_-redacao-enem

Em Imperatriz, Atila Freitas foi morta à tiros, assim como Laura Serra, também na mesma cidade. Bandidos foram atrás no namorado quando os dois estavam numa moto e acabaram acertando a mulher.

Em Alto Alegre, Marlene Guega foi vitima de 17 tiros. Foram fazer um acerto de contas com o ex-namorado dela e como ele não estava na casa dela, se vingaram em Marlene.

No dia 10, na cidade de Rosário,  foi assassinada Maria do Rosário. Na estrada da Mata, região Metropolitana de São Luis, outra mulher foi morta e o corpo permanecia até ontem no IML sem identificação.

Em Coroatá, Francileuda teve a cabeça decapitada. E no dia 13, Mariana Costa, foi asfixiada até a morte pelo próprio cunhado Lucas Porto que já confessou o crime e encontra-se preso em Pedrinhas.

Para a delegada da Mulher, Vanda Moura Leite, as agressões às mulheres começam pelo psicológico, depois vão para a agressões e em seguida a morte. Ela destacou a Lei Maria da Penha como norma que tem evitado mais agressões.

%d blogueiros gostam disto: